Carregando...

 

News Bioderma dá dicas de COMO RECONHECER UMA PELE SECA OU MUITO SECA?

8 de October de 2019by Boutique da Pele0

Se você segue a Doutora Mariana Ribeiro no Instagram, provavelmente já viu em seus stories as dicas para combater o ressecamento da pele e as novidades de produtos visando melhorar o aspecto facial e corporal. Segundo informações do site da Bioderma, a pele seca define-se primeiramente por sensações. A pessoa sente a pele desconfortável, repuxar, eventualmente áspera e sente conforto com a aplicação de um cuidado hidratante. Os sintomas podem eventualmente ser acompanhados por coceira e sensação de queimadura. O médico dermatologista considera que uma pele é seca (está com xerose) de acordo com alguns critérios que consegue observar objetivamente: uma pele sem brilho, sinais clínicos de descamação, “pele rachada”, por vezes inflamação e uma perda de elasticidade. As irregularidades da superfície da pele se agravam a medida que o ressecamento fica mais intenso/crônico. As peles secas favorecem o aparecimento de eczema. Este surge frequentemente nas bochechas e nos braços de crianças com o ressecamento crônico (no quadro de uma dermatite atópica). Dentre os graus de ressecamento da pele, podemos distinguir os seguintes:                                                                                                                                                   

  • Pele seca: desconforto passageiro, repuxar ligeiro, descamação ligeira
  • Peles muito secas: desconforto e repuxamento marcados, descamação intensa, fissuras, gretas
  • Xerose pré-atópica: pele áspera e rugosa, irritações ligeiras.
QUAIS SÃO AS CAUSAS DO RESSECAMENTO CUTÂNEO?

A pele saudável está naturalmente protegida à superfície pelo filme hidrolipídico, constituído principalmente por água e lípidios (sebo). Impermeável, ele protege a pele das agressões externas e evita a perda de água. Quando a camada superior da epiderme tem esse filme protetor comprometido, ela não consegue desempenhar de forma eficaz sua função de barreira e deixando a pele com sensação de desconforto. Ao contrário da pele desidratada, o ressecamento cutâneo é um estado crónico devido à uma disfunção, em geral, de ordem genética. Trata-se de um tipo de pele como a pele oleosa, sensível. Mas além do ressecamento crônico, existem estados de ressecamento provocados por fatores externos, climáticos, ambientais, causados por patologias (da tiróide, diabetes, carências nutricionais) e/ou tratamentos médicos.

 

COMO DISTINGUIR UMA PELE SECA DE UMA PELE DESIDRATADA?

A pele seca ou muito seca é um tipo de pele particular. É um estado permanente marcado por repuxamento generalizado do rosto e do corpo causado por alterações na barreira cutânea. A pele apresenta deficiência de água. O fenômeno da pele desidratada pode observar-se em todos os tipos de pele em ou outro momento. É um fenômeno reversível e temporário caracterizado por repuxamento localizado e pontual. Desconfortável, rugosa e por vezes com descamação, a pele apenas apresenta défice em água.

 

QUEM PODE AFETAR?

Alguma pessoas nascem com a pele seca como resultado da sua herança genética. Também é importante perceber que, em função da idade, a pele sofre alterações: a pele é mais seca na infância, torna-se mais oleosa na adolescência e volta a ser mais seca com o avançar da idade (as glândulas sebáceas e sudoríparas tornam-se menos ativas). O envelhecimento cutâneo natural provoca um estreitamento da epiderme devido ao desacelerar da renovação celular e a camada córnea torna-se mais espessa.

Informações: fonte Bioderma

Avatar

Boutique da Pele

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Copyright © 2020

Open chat